Fui um adolescente misantropo

Quando eu era um adolescente, eu tinha antipatia por todos os seguintes: estudantes que não fossem CDF’s, fãs de heavy metal, pessoas que não gostassem de música clássica, drogados, atletas, cheerleaders, todos exceto dois dos meus professores, colecionadores de carros, fãs de esportes, fumantes, quem bebesse, adultos que não fizeram curso superior, crentes religiosos (especialmente

Por que existe a Guerra na Síria? Se você perguntou ao Google, nós respondemos.

por Guido Olimpio*, em Corriere della Sera, em 26/10/2016 As principais perguntas pesquisadas no Google sobre a Guerra na Síria, respondidas em sequência pra você. Quando se iniciou a crise? Em março de 2011 explodiu uma revolta popular contra o regime guiado por Bashar al-Assad. As manifestações de protesto desencadearam uma repressão feroz e a

Os 10 maiores benefícios de ser ateu

por Paul Ratner*, em Big Think, 19/04/2016 Embora o número exato seja difícil de definir, estima-se que 13% das pessoas do mundo se identifiquem como ateias. Enquanto acreditar ou não em um Deus é uma escolha pessoal complexa, há um crescente corpo de evidências que aponta para certos benefícios de ser um ateu. Ser um

Razões Apolíticas para Odiar Política

por Bryan Caplan*, em EconLog, 27 de setembro de 2016. Eu odeio política. Parte do motivo, para ser honesto, é que eu sou um libertário, e opiniões libertárias não têm quase nenhuma influência no mundo da política. Os libertários não apenas perdem toda eleição; os artífices de políticas normalmente rejeitam sumariamente nossa posição. Os libertários

Como alimentar um mundo faminto

  Editorial da Nature, 28/07/2010. Produzir alimento suficiente para a população mundial de 2050 será fácil, mas fazer isso com um custo aceitável ao planeta dependerá de pesquisas em diversas áreas, desde sementes de alta tecnologia até práticas agrícolas arcaicas. Com a expectativa de que a população mundial passe dos 6,8 bilhões atuais para 9,1

Usando discursos contraditórios como uma estratégia política

por Stephen Hicks*, em seu livro Explaining Postmodernism, 2004 (e edição expandida 2011). No discurso pós-moderno, a verdade é rejeitada explicitamente e a coerência pode ser um fenômeno raro. Considere os seguintes pares de alegações. Por um lado, toda a verdade é relativa; por outro lado, o pós-modernismo mostra como as coisas realmente são. Por

Diferenças de sexo no cérebro humano

por Larry Cahill*, em Cerebrum (The Dana Foundation), 01/04/2014. No começo de 2013, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) ordenou que os fabricantes do bem conhecido sonífero Ambien (zolpidem) cortassem sua dose recomendada pela metade – mas apenas para mulheres. Essencialmente, a FDA estava reconhecendo que, apesar de testes abrangentes antes de

As três previsões fracassadas de Marx

por Stephen Hicks*, em seu livro Explaining Postmodernism, 2004 (e edição expandida 2011). Marxismo: Esperando Godot** Primeiro formulado na metade do século XIX, o socialismo marxista clássico fez dois pares de alegações relacionadas, um par econômico e um par moral. Economicamente, alegou que o capitalismo era impulsionado por uma lógica de exploração competitiva que terminaria

Por que não me identifico mais como feminista

Não me lembro de não ter sido feminista. Eu engatinhei em marchas dos anos 1970 com minha mãe. Ela se tornou uma feminista de segunda onda nos anos 1960, depois que negaram a ela uma hipoteca sem um fiador homem, e depois que seu patrão disse que ela não podia estudar para provas de contabilidade

A Doutrina Totalitária dos ‘Justiceiros Sociais’

por Cathy Young*, no Observer, 2 de fevereiro de 2016. O movimento moderno da justiça social, ou o novo “politicamente correto”, retornou aos holofotes no ano passado. Protestos de estudantes varreram os campi com demandas muitas vezes focadas em expurgar o crimepensamento – levando a debates acalorados sobre se esse movimento é um autoritarismo pseudoprogressista perigoso